canto e prática de bandas

A cantora jazzista norte-americana, Cynthia Tignor Borgani, é natural de New York, Estados Unidos.  Bacharelou-se em Estudos Latino Americanos e êtnico Musicologia pela Yale University, New Haven, Connecticut onde participou diversas vezes como solista de Big Bands e grupos pequenos, cantando em festivais de Jazz em New Haven e New York.  Participou tambem como solista com a Yale Concert Band pela Inglaterra e Japão.  Excursionou com o grupo vocal premiado, Whim ‘n Rhythm 1987, pelos estados Connecticut, New York, New Jersey, Rhode Island, Massachessettes, Texas, e California.

Completou seus estudos de Étnico Musicologia em Agosto de 1988, como bolsista da Stanford University, Palo Alto, California, obtendo seu Mestrado pelo departamento de Estudos Latino Americanos.  Cantou profissionalmente nos clubes de Palo Alto e San Francisco, tendo uma oportunidade de cantar para o saxofonista Stan Getz.  Começou atuar como professora de canto popular com o coral de jazz da Stanford University. Foi convidada a cantar em festivais de jazz com os membros da Orquestra Sinfônica da Universidade em uma turnê por Singapura, Japão, e Coréia do Sul.

Ganhadora de varios prêmios acadêmicos pela Universidade de Chicago, começou seu doutorado  em Setembro de 1988.  Em Chicago teve a oportunidade de trabalhar com varios grupos de Blues e Bossa Nova.  Após um ano de estudos na Universidade de Chicago, decidiu dedicar-se completamente a arte de cantar e tocar.  Foi premiada com uma bolsa de estudos pela Berklee College of Music em Boston, Masachussettes.

Em Boston, estudou técnica vocal com a soprano lírico Nancy Armstrong.  Na Berklee estudou canto com Millie Bermejo e improvisação com Phil Wilson e Hal Crook.  Atuou como solista pelos Estúdios de Gravação e Big Bands da faculdade. Graduou-se em Agosto de 1992.

Em São Paulo, onde vive desde 1993, já foi convidada por Roberto Sion e Gil Jardin a participar como solista com a Big Band do Festival de Inverno de Campos do Jordão em 1993. De 1993 a 1995, lecionou improvisação e interpretação na Escola Livre de Música Novo Tempo. De 1994 a 1997 lecionou canto e percepção na Universidade de Campinas (UNICAMP). De 1999 a 2018 trabalharou como diretora musical da igreja Americana, Our Lady Help of Christians. Começou a lecionar canto e práticas de banda na Faculdade Souza Lima/Berklee em 2004.

Se apresenta como freelance em São Paulo, especialmente com o trio, Bloody Mary e os Caipirinhas, a Banda Borgani, e a banda premiada, Jazzmin’s.  Participa de gravações de jingles e de locução em inglês. Em 2009 começou atuar como tradutora de livros da Editora Souza Lima e da Editora FTD.  Atualmente está gravando o segundo disco duo com Fernando Correa e escrevendo um método de improviso vocal na música brasileira.